Capa / Profecias / Enoque

Enoque

Pela fé, Enoque foi trasladado para não ver a morte; não foi achado, porque Deus o trasladara. Pois, antes da sua trasladação, obteve testemunho de haver agradado a Deus. Heb. 11:5.

Enoque foi um ensinador público da verdade na época em que viveu. Ele ensinava a verdade; vivia a verdade; e o caráter do ensinador que andava com Deus era, em todos os aspectos, harmonioso com a grandeza e santidade de sua missão. Enoque era um profeta que falava, movido pelo Espírito Santo. Ele foi uma luz em meio à escuridão moral, um homem-modelo, um homem que andava com Deus, sendo obediente à lei de Deus – essa lei que Satanás havia se recusado a obedecer, que Adão havia transgredido, a que Abel havia obedecido e por cuja obediência foi assassinado.

E agora, Deus iria demonstrar ao Universo a falsidade da acusação de Satanás, de que o homem não pode guardar a lei de Deus. Ele demonstraria que embora o homem houvesse pecado, podia relacionar-se de tal modo com Deus que adotaria Sua mente e caráter, e seria um símbolo representativo de Cristo. Esse santo homem foi escolhido por Deus para denunciar a impiedade do mundo e evidenciar-lhe que é possível aos homens observarem toda a lei de Deus. …

Enoque não somente meditava e orava, e revestia-se com a armadura da vigilância, mas retirava-se de suas petições a Deus para pleitear com seus semelhantes. Ele não disfarçou a verdade para achar favor entre os descrentes, negligenciando assim suas almas. Esta íntima ligação com Deus deu-lhe coragem para realizar as obras de Deus. Enoque andou com Deus e “teve o testemunho de que suas obras agradavam a Deus”. Heb. 11:5.

Este é o privilégio de todo crente hoje. É Deus habitando com o homem, e Deus fazendo Sua morada no homem. “Eu neles, e Tu em Mim” (João 17:23), disse Jesus. Caminhar com Deus e ter o testemunho de que suas obras O agradam é uma experiência que não deve restringir-se a Enoque, a Elias, aos patriarcas, aos profetas, aos apóstolos e aos mártires. Não é somente o privilégio, mas o dever de todo seguidor de Cristo ter Jesus entesourado no coração para levá-Lo consigo em sua vida; e eles serão verdadeiramente árvores que produzem frutos.

Fonte: E Recebereis Poder – Meditação Matinal, Ellen White.

Related Posts with Thumbnails

3 comentários

  1. Irmã Karine! Um bom e agradável dia a todos.
    Que Deus resplandeça o rosto dEle sobre cada um de nós e que dEle tenhamos suas misericórdias!
    “SER CRISTÃOS”
    Ao verificar sua postagem a respeito de Enoque, uma ciosa me chamou a atenção, a identidade de “Cristão”, cuja esta, como “Status”, não é citada em relação aos grandes homens e mulheres que, no passado, antes da manifestação de nosso Salvador a este mundo, deram verdadeiros testemunhos de uma vida transformada, por andarem com Deus.
    Este status – Cristãos – surgiu já após a dispersão ocasionada pela perseguição aos primeiros cristãos, por causa da pregação do evangelho e, embora o fizeram para preservação de suas vidas, Deus, milagrosamente, usou aquela dispersão para que seu evangelho não permanecesse num mesmo lugar. O evangelho de Cristo espalhou-se porque seus discípulos espalharam-se, mesmo enfrentando às dificuldades a eles imposta, tanto por satanás, seus anjos e seus agentes.
    Atos 11:26, já em Antioquia, aqueles discípulos foram identificados, autodenominados, não por eles mesmos, mas, por outras pessoas de “cristãos”, quando perceberam que eram seguidores de Jesus Cristo, porque aqueles homens e mulheres andaram com Cristo. Tinham estes, um testemunho de estarem com Cristo e viverem em Cristo, revelado por meio de sua fé, de suas pregações e de seus modos de vida.
    Enoque foi também este tipo de cristão.
    Os Testemunhos de Jesus Cristo – A Verdade Sobre os Anjos – através de seu Espírito de Profecia, mediante a pena inspirada de sua serva E.G.White, à página 66, revela: “Enoque era um santo homem. Servia a Deus com singeleza de coração. Compreendeu a corrupção da família humana e separou-se dos descendentes de Caim, reprovando-os por sua grande maldade. … Sua alma se agitava ao testemunhar diariamente como pisavam a autoridade de Deus. … Decidiu separar-se deles e gastar muito de seu tempo em solidão, devotando-se à reflexão e oração. Esperava diante de Deus e orava para conhecer mais perfeitamente a Sua vontade, a fim de poder realizá-la. Deus comunicava-se com Enoque por intermédio de Seus anjos, dando-lhe instrução divina. Fez-lhe saber que não suportaria para sempre a rebelião do homem – que Seu propósito era destruir a raça pecadora pelo derramamento de um dilúvio de água sobre a Terra”.
    “[Enoque] escolhia certos períodos para retiro, não desejando que as pessoas o encontrassem, pois elas interrompiam sua santa meditação e comunhão com Deus. Não se excluía permanentemente do convívio social com os que o amavam e ouviam suas palavras de sabedoria; tampouco se apartava completamente dos corruptos. Encontrava-se com os bons e os infiéis a determinados intervalos, labutando para fazer volver os ímpios de seus maus caminhos. Spiritual Gifts, vol. 3, pág. 56.
    Enoque continuou a crescer celestialmente enquanto se comunicava com Deus. … O Senhor amava Enoque porque Ele firmemente O seguia, aborrecendo a iniqüidade, e fervorosamente buscava conhecimento celestial, para fazer com perfeição a Sua vontade. Anelava unir-se ainda mais estreitamente a Deus, a quem temia, reverenciava e adorava. O Senhor não permitiria que Enoque morresse como os demais homens. Enviou anjos para levá-lo ao Céu sem provar a morte. Na presença de justos e ímpios, foi Enoque removido deles. Aqueles que o amavam pensaram que Deus pudesse havê-lo deixado em algum de seus lugares de retiro; entretanto, depois de o procurarem diligentemente, não sendo capazes de encontrá-lo, entenderam que ele não mais seria achado, pois Deus o levara. Signs of the Times, 20 de fevereiro de 1879
    Isto é que é ser cristão. Testemunhar do poder transformador de Deus em nossas vidas, atitudes, hábitos, procedimento, no falar e no estilo de vida. Vida cristã. Para mim Enoque engloba-se perfeitamente no que é ser cristão.
    Será que também hoje podemos sermos identificados como cristãos na acepção da palavra “Cristãos”, pelo nosso modo de viver diário?
    Estarão às pessoas do mundo, ímpios e pecadores percebendo, notando, vendo que eu ou nós, de fato sejamos discípulos de Jesus? Que andamos com Deus, Jesus e o Espírito Santo?
    Essas perguntas podem até ser inquietante para nós mas, entretanto, ela se perde diante de cada um de nós, se verificarmos que os discípulos, mesmo sofrendo por Jesus – perseguidos, presos, torturados e mortos – não deixaram de anunciar o evangelho. E o que nos impede de “todos” pregarem o evangelho e buscarem viver como verdadeiros cristãos autênticos?
    Os discípulos não deixaram de anunciar o evangelho a despeito de todos os desígnios de satanás para os desanimarem, pelo o contrário, eles demonstravam por meios de suas próprias vidas, tanto em que criam, como a quem serviam e pertenciam.
    Desta forma temos uma grande lição diante de cada um de nós: A exemplo de Enoque, outros, como Noé, Abraão, Isaque, José do Egito, Moisés, Josué, Isaias, Daniel, Jeremias, Ezequiel e tantos, que, como seguidores do maior exemplo – Jesus Cristo – podemos aprender que a melhor maneira de vivermos como verdadeiros cristãos, é demonstrar pela fé e, na fé, por nosso modo de vivermos, pois quando nossas vidas reflete os princípios de Deus e os ensinos de Jesus, todos, sem exceção, perceberão que somos cristãos e que andamos, tanto com Deus, Jesus e o Espírito Santo, e, que, em breve, mas muito em breve mesmo, Deus nos tomará para si. AMÉM!

  2. Antonio J.P.Monteiro

    Que o Amor do Mestre esteja sobre nós…
    “Enoque representa os que ficarão sobre a Terra e serão trasladados sem experimentarem a morte. Representa o grupo que deverá viver entre os perigos dos últimos dias, aqueles que serão rodeados de toda corrupção, vileza, pecado e iniquidade, mas ainda assim se manterão imaculados. Podemos proceder como Enoque. Foi tomada provisão em nosso favor. … Anjos de Deus, excelentes em poder, são enviados para ministrar aos herdeiros da salvação. Estes anjos, ao perceberem que estamos fazendo o último esforço possível para sermos vencedores, realizarão a sua parte, e sua luz brilhará em torno de nós, dissipando a influência dos anjos maus que nos rodeiam. Criarão uma fortificação semelhante a muros de fogo à nossa volta. Review and Herald, 19 de abril de 1870. ” A Verdade Sobre os Anjos-Pág.68,69.
    “Por meio da trasladação de Enoque, o Senhor tencionava ensinar uma lição importante. Havia perigo que os homens se entregassem ao desânimo, por causa dos terríveis resultados dos pecados de Adão. Muitos estavam prontos para exclamar: “Que proveito há que tenhamos temido ao Senhor, e observado Suas leis, visto que uma pesada maldição repousa sobre o gênero humano, e a morte é o quinhão de todos nós?” Mas as instruções que Deus dera a Adão, e que foram repetidas por Sete e exemplificadas por Enoque, extinguiram as sombras e as trevas, e deram esperança ao homem, de que, assim como por Adão veio a morte, viriam por meio do Redentor prometido vida e imortalidade. Satanás estava impondo aos homens a crença de que não há recompensa para os justos ou castigo para os ímpios, e de que era impossível ao homem obedecer aos estatutos divinos. Mas no caso de Enoque, Deus declara que “Ele existe, e que é galardoador dos que O buscam”. Heb. 11:6. Ele mostra o que fará pelos que guardam os Seus mandamentos. Ensinava-se aos homens que é possível obedecer à lei de Deus; que, vivendo embora em meio dos pecadores e corruptos, eram capazes, pela graça de Deus, de resistir à tentação, e tornar-se puros e santos. Viram em seu exemplo a bênção de uma vida tal; e sua trasladação foi uma evidência da verdade de sua profecia relativa ao além, com sua recompensa de alegria, glória e vida eterna aos obedientes, e condenação, miséria e morte ao transgressor.” Patriarcas e Profetas-Pág.88.
    “ Eu quisera impressionar o espírito de todo obreiro da causa de Deus com a grande necessidade de contínua, fervorosa oração. Eles não podem estar constantemente de joelhos, mas podem erguer o coração a Deus. Assim foi que Enoque andou com Deus.” Review and Herald, 10 de novembro de 1885.
    “Para estes também profetizou Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: Eis que veio o Senhor com os seus milhares de santos, para executar juízo sobre todos e convencer a todos os ímpios de todas as obras de impiedade, que impiamente cometeram, e de todas as duras palavras que ímpios pecadores contra ele proferiram.
    Estes são murmuradores, queixosos, andando segundo as suas concupiscências; e a sua boca diz coisas muito arrogantes, adulando pessoas por causa do interesse.” Judas-1:14 a 16.
    “Entre todos os dons que o Céu pode conceder aos homens, a comunhão com Cristo em Seus sofrimentos é o que traz maior peso de esperança e mais elevada honra. Nem Enoque, que foi trasladado ao Céu, nem Elias, que subiu num carro de fogo, foram maiores nem mais honrados do que João Batista, que pereceu, sozinho, num cárcere. “A vós vos foi concedido, em relação a Cristo, não somente crer nEle, como também padecer por Ele.” Filip. 1:29.” A Ciência do Bom Viver-Pág.478.
    “A experiência de Enoque e João Batista representa o que deve ser a nossa. Devemos estudar muito mais do que fazemos, a vida desses homens – daquele que foi trasladado para o Céu sem provar a morte; e daquele que, antes do primeiro advento de Cristo, foi chamado a preparar o caminho do Senhor, a endireitar as Suas veredas.” Obreiros Evangélicos-Pág.51.
    Shalom…

  3. Eu sempre gostei de Enoque sempre me motivou saber que alguém consegui seguir a Deus dessa maneira e é por ele e outros que eu não desisto.

Scroll To Top