Uma geração que não terá desculpas

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Fazemos parte de uma geração que adora dar uma desculpa. Se erramos, encontramos logo uma justificativa. Não gostamos de ser corrigidos nem de ter que pedir perdão. É claro que estou falando de um modo geral, consciente de que temos nossas diferenças individuais. Mas a impressão que tenho é essa, quando converso com meus amigos, meus pacientes, meus colegas de profissão, minha enteada, quando leio posts nas redes sociais… Enfim!
Há alguns dias, voltando para casa após uma ida ao shopping, atentei para um perigo que correm os adventistas da atual geração:
– Temos uma mensagem de saúde tremenda, mas como povo ainda não a praticamos. Alguns de nós zombam da mensagem e a tratam como mero legalismo. Por outro lado, vivemos em um mundo onde está na moda ser vegetariano/vegano, fazer atividade física, cuidar da saúde como um todo. Há supermercados, restaurantes e lanchonetes com opções saudáveis de alimentos. A mídia está divulgando essa mensagem. Não poderemos dizer a Deus que não praticamos a mensagem de saúde porque nos faltou conhecimento (até as pedras falam), ou porque não haviam opções para nós.
– Temos um princípio chamado modéstia cristã, e insistimos em nos igualar ao mundo em nossas roupas e adornos. Mas as vitrines com saias midis e longas não nos permitirão dizer que em nossa época não era possível encontrar roupas decentes. A moda está, em muitos aspectos, a nosso favor, mas insistimos em violar os preceitos divinos, enquanto o próprio mundo tem se vestido com maior decência que nós, em muitas ocasiões!
– Temos consciência de que o tempo é breve, Jesus está voltando, e cada minuto do nosso dia pertence a Deus. Contudo gastamos horas no Facebook, no Instagram, assistindo a filmes, pintando livros para colorir, e muitas vezes não estudamos a lição e a Bíblia diariamente, e não damos estudos bíblicos. Poderemos dizer que não tivemos tempo? É claro que não!
– Sabemos que como mordomos de Deus tudo o que temos é dEle, e Ele nos permite administrar. Sabemos que 10% de tudo que Ele nos dá deve ser devolvido, e que outra parte deve ser dada na forma de oferta. Gastamos, porém o que não temos, através dos cartões de crédito, compramos smartphones e roupas de marca (ainda que outras coisas mais necessárias sejam sacrificadas para isso), e muitos de nós não são pactuantes, e outros vários nem o dízimo devolvem. “Minha situação financeira não estava boa” nunca foi e nunca será uma desculpa, especialmente com tantos gastos desnecessários.
– Temos milhares de páginas inspiradas, desde a Bíblia até o Espírito de Profecia, deixadas por Deus para nós, mas poucos se dedicam ao estudo desses escritos. Eles estão disponíveis na forma de livros impressos, audiolivros e até formatos eletrônicos gratuitos. Não poderemos dizer “eu não sabia”, acerca de tantos assuntos que O Senhor nos deu luz.
Como os exemplos citados acima, muitas outras coisas às quais nossa geração tem acesso, nos deixarão sem desculpas diante de Deus e dos homens. Quão terrível será receber a sentença “Pesado foste na balança, e foste achado em falta.” (Daniel 5:27)! Cristo disse:
“Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo.
Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.
Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.
Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?
E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.” (Mateus 7:19-23)
Ter o nome no livro da igreja não nos garante nada. Deus requer de nós algo muito maior – a nossa vida. Todas as gerações que existiram nessa Terra tiveram oportunidade de fazer a vontade de Deus. Deus é justo e a todos deu condições de viver segundo a Sua vontade. Citei aqui algumas coisas próprias do nosso tempo, que testemunham contra nós, quando tentamos de alguma forma justificar nossa negligência em relação ao que é espiritual.
Querida amiga, dentro algum tempo Jesus virá buscar os Seus. E Ele encontrará um povo aqui que não terá desculpas para apresentar a Ele, mas uma vida de santidade, um caráter à Sua semelhança. Estes testemunharão a todo o universo que, pelo poder de Deus, é possível viver em conformidade com o Seu querer. Minha oração é que sejamos contados entre aqueles que “seguem o Cordeiro para onde quer que vá.” (Apocalipse 14:4)

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.