Eu ousei resistir à voz de Deus!

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Há algum tempo eu vinha lutando com Deus. Isto porque, num certo dia, que não me recordo bem a data, enquanto eu escolhia uma roupa para vestir, Deus falou comigo sobre fazer uma mudança em meu vestuário. Eu já não usava roupa curta, ou decotada, nem alcinhas ou ‘tomara que caia’ (a não ser que estes dois últimos estivessem acompanhados de um bolero). Não usava cores extravagantes, brilhos, nem roupas caríssimas. Por que mudar algo mais, Senhor?

Pergunta errada! Eu e meus velhos “por quês”.

Deus foi claríssimo comigo, mas eu de forma tola e teimosa fui à Bíblia e ao Espírito de Profecia buscar algo que me provasse que Deus não estava me pedindo aquilo. Você pode me achar ridícula. Eu entenderei, pois fui ridícula mesmo! (rs) Procurei na Palavra do próprio Deus razões para não obedecer à voz que falou claramente ao meu coração naquele dia. Sim, eu ousei resistir à voz de Deus. Mas o Espírito Santo não me deixou em paz.

Então… depois de alguns dias de pesquisa, procurando evidências em favor da minha própria vontade, eu decidi pedir provas a Deus. Provas tipo as de Gideão. Eu já havia feito isto numa outra ocasião e Deus havia me respondido através das provas. Mas, para que Deus responderia a provas de algo que Ele estava me dizendo com todas as palavras? Entendi que eu estava sendo muito abusada em meus pedidos e parei de fazê-los. Mas, ainda assim meu coração teimoso e pecador não aceitava a ideia dessa nova mudança. Eu tinha questionamentos sinceros que se chocavam com a voz clara que eu havia escutado. Acredito que Deus olhou a sinceridade dos meus questionamentos.

A maior parte dos questionamentos eram: o que as pessoas vão pensar Senhor? Se elas me acharem extremista podem nunca mais dar ouvido às mensagens que o Senhor tem colocado em meu coração para pregar. Não estarei fazendo papel de ridículo e envergonhando o evangelho, Senhor?

Com muito carinho, Deus foi colocando pessoas em minha vida para quem Ele estava dando ou já havia dado a mesma instrução de mudança. E à medida que estas pessoas compartilhavam suas histórias comigo (sem saberem do meu impasse com Deus), Deus confirmava em meu coração que Ele estava aguardando eu dizer “Sim, Senhor!”.

Foi então que eu disse sim. Decidi deixar de usar as calças jeans, as calças sociais e as bermudas. Essas eram as mudanças que o Senhor havia me dito para fazer. Não foi nada fácil. Decidi renovar o guarda-roupa, juntei dinheiro para isto, mas minha decepção foi grande ao ver que não encontrava roupas decentes para substituir aquelas que eu não iria mais usar. Mesmo assim, mesmo sem ter roupas que substituíssem adequadamente as calças, eu as aposentei.

Deus me ensinou algumas coisas com isso. Ele me ensinou que eu ainda tinha coisas em minha vida às quais eu estava mais apegada do que à vontade dEle. Ele me ensinou que Ele dá a mensagem ao seu tempo para cada pessoa, e segundo o Seu propósito. Aprendi que esta era uma mensagem para mim, Karyne, e não uma mensagem para todas as mulheres adventistas que conheço, pois ao Seu tempo, segundo a Sua vontade, Deus revela o que Ele deseja para cada uma de nós. Ele me ensinou a me desapegar do meu conforto e da minha suposta praticidade, para me apegar ao que Ele me diz para fazer.

Mas, a lição mais importante que Deus me ensinou foi que Ele é Deus, e é Ele quem determina o que eu devo ou não vestir, e o que eu devo ou não falar… enfim, o que eu devo ou não fazer. Ele me ensinou inclusive que se num determinado dia Ele me disser para me vestir com uma calça colada, uma blusa decotada, pintar as unhas, colocar jóias, e ir a determinado lugar, vestida assim, cumprir um determinado propósito, eu devo obedecer porque Ele é Deus. Ele mandou Oséias casar-se com uma mulher adúltera (Oséias 1:2), ordenou algumas vezes ao seu povo que matasse a toda uma nação, incluindo mulheres, crianças e animais, mandou um profeta falar com uma rocha pra sair água, fez uma mula empacar e repreender outro profeta, ordenou a Isaías que andasse nu e descalço (Isaías 20:2 e 3)… Ele é Deus, é Ele que manda, e eu só devo obedecer, por mais que a vontade dEle pareça loucura aos meus olhos (I Coríntios 1:25).

Sabe, Aquele que governa o Universo tem grande interesse em governar a minha e a sua vida. Eu não me orgulho nem um pouco de contar que resisti tanto tempo à voz de Deus. Não me acho melhor do que ninguém por ter abandonado algumas peças de roupa. Sinto-me muito grata a Deus porque durante todo este tempo Ele não desistiu de mim, e continuou apelando ao meu coração. E sou muito grata porque Ele me disse que a graça dEle me basta e o poder dEle é meu auxílio em minhas fraquezas, e pelo poder da Sua graça é que tomei minha decisão, e não há mérito nenhum em mim no meu agir, mas todo mérito é de Cristo que trabalhou incessantemente por esta mudança.

Estamos em época de Copa. Os próximos jogos ocorrerão nas horas do sábado, e talvez, você, como eu, ouse resistir à voz do Senhor que lhe diz: “Lembra-te do dia de sábado, para santificá-lo.” (Êxodo 20:8). Se tomar a decisão de obedecer a Deus está sendo difícil para você, eu lhe entendo. Eu também gosto de futebol, e esta é a primeira Copa do Mundo em minha vida para a qual eu tomei algumas decisões espirituais. Mas, do meu coração para o seu coração eu gostaria de fazer um pedido: pense com carinho nas Palavras do Senhor nosso Deus! Esta pode ser uma oportunidade incrível para Deus trabalhar em seu caráter para a eternidade, então considere com carinho a ordem que Ele dá.

Mas, se assistir aos jogos nas horas do sábado não é uma dificuldade para você, louvado seja Deus por isso! Contudo, existem diferentes coisas em sua vida que O Senhor também deseja trabalhar. Será que em alguma outra área Deus está falando com você e você tem resistido? Talvez seja no seu regime alimentar, talvez Deus esteja dizendo para você deixar de ser sedentário, ou começar a dormir mais cedo, ou parar de julgar o coração dos irmãos, ou aprender a perdoar como você tem sido perdoado por Ele… são inúmeras as coisas que Deus pode estar tentando lhe ensinar neste momento. Por isso, meu convite a você também é: deixe Deus ser o Deus de sua vida, por completo!

Eu estarei a partir deste momento dedicando momentos especiais de oração por cada pessoa que ler este texto. Não porque eu seja melhor ou perfeita. Mas porque eu sei como é estar em luta com a vontade de Deus. Eu sei o que é desejar servir ao Senhor e ao mesmo tempo estar apegada a coisas que são aqui deste mundo, e eu entendo a sua dificuldade querida irmã ou irmão, e eu quero que Deus lhe encha de coragem e desprendimento como Ele fez comigo, e quero que você sinta a alegria de vencer um novo aspecto em sua carreira cristã. Ainda haverá muita coisa para aprendermos. A luz é progressiva, e à medida que a aceitamos Deus nos revela mais e mais. Por isso não alcançaremos perfeição absoluta, sempre haverá algo a melhorar. Contudo, em cada nova luz, Deus deseja lhe dar a vitória, por completo. E, ao que vencer, Ele faz as suas promessas!

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.