“A Descoberta”

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

1064393_558528650877025_1959768245_o
Com Michelson Borges (autor) e meu esposo (Marquinh05)

Se você acha difícil acompanhar os debates entre criacionistas e evolucionistas, ou não entende bem os argumentos utilizados pelos dois grupos, “A Descoberta” (de Michelson Borges e Dênis Cruz) é um bom livro para você.

Trata-se de um romance envolvente, recheado de conceitos científicos e filosóficos, profundos e ao mesmo tempo não tão complexos cuja compreensão é facilitada pela história. Confesso que fico tentada em contar a vocês um pouquinho sobre as personagens e sobre a história em si, mas vou me conter e deixar que vocês mesmos façam suas próprias descobertas ao longo das páginas deste livro.

Se você conhece alguém que tem dúvidas acerca da origem da vida e da existência de Deus, essa é uma ótima leitura. O livro é da editora Casa Publicadora Brasileira, e você pode adquiri-lo pela internet ou nas lojas da CPB em todo o Brasil.

Amei a leitura, e recomendo para vocês!!

2 Comentários


  1. Não temas, Eu Sou contigo, que o Eterno elucide nossas mentes…
    Em sentido amplo, ciência (do latim scientia, traduzido por “conhecimento”). Ciência e cientista são coisa diferentes, ciência é conhecimento das leis da natureza, física ou metafísica, que foi criada por Deus e são perfeitas como Deus, o Eterno, que é perfeito, pois já tem dado prova da Sua perfeição e onisciência.
    Cientista é aquele que descobre tais conhecimentos e muitas vezes coloca sua limitada filosofia, com suas opiniões formada sobre tudo, defendida com todo vigor, até que venha a cair por terra; pois outro deslumbre maior vem a elucidar seus olhos, calando então sua razão…
    O evolucionismo, formulado por Darwin e aceito pelo mundo inteiro, inclusive escolas, que prega que o homem evoluiu do macaco, enquanto a Bíblia claramente diz o contrário. Hoje a ciência está descobrindo a falácia do evolucionismo e, cada vez mais, defensores se mostram decididos a fazerem do criacionismo, a ideia dominante sobre a criação do homem. Hoje existem pelo menos 75.000 cientistas e PHDs em todo o mundo que defendem o criacionismo.
    A mais mistério entre o céu e a terra, do que nossa vã filosofia possa suportar.
    Do cem por cento de tudo o que há no universo para saber, seria eu generoso ao disser que o homem saiba talvez meio por cento.
    E os noventa e nove e meio por cento de que se tem a saber, será que poderíamos descartar a hipóteses de que existe Deus???
    Deus tem dado prova de Si, através da arqueologia e escavações arqueológicas efetuadas em numerosos locais da Palestina, da Síria e de outras terras bíblicas. Tem trazido à superfície muitas evidências que tem feito contribuições para uma melhor compreensão ou averiguação dos relatos bíblicos. O professor W. F. Albringht, uma autoridade no assunto, faz a seguinte observação sobre a arqueologia bíblica: “Graças às pesquisas modernas, reconhecemos agora a historicidade essencial dela (A Bíblia). As Narrativas acerca dos Patriarcas, de Moisés, do Êxodo, da conquista de Canaã, dos Juízes, da monarquia, do exílio e da restauração foram todas confirmadas”.
    E também os seus profetas, inspirando-os a vários conhecimentos científicos, muitos anos antes do real acontecimento, por exemplo:O profeta Isaías pronunciou 750 anos antes de Cristo que a Terra era redonda (Isaías – 40:22); tradução da Bíblia para o latim a palavra hebraica “hhug” por “orbe” que significa “globo”, “esfera” e que é a tradução correta.
    Os “sábios” dos dias de Isaías pensavam que a terra era plana, por volta do ano 640- 550 antes de Cristo, Tales de Mileto, na Ásia menor, ensinava que o mundo era achatado. Não confirmaram que a Terra era redonda até o ano 1.519 depois de Cristo, quando Magalhães navegou ao redor do mundo. Como é que Isaías sabia de algo mais de 2.000 anos antes, de tais cientistas?
    DEUS é DEUS. É sabedoria, é Criador, Ele criou e sabe o que criou e deu inteligência aos homens para aprender e descobrir… conhecer e estudar…
    O Campo Gravitacional: (Jó 26:7, 38:4,7) “… e suspende a terra sobre O NADA”. Durante o tempo de Jó, era crença que um deus chamado Atlas sustentava a Terra sobre os seus ombros! Ninguém acreditava que a Terra “pairava suspensa sobre o NADA!” Jó é o mais antigo livro na Bíblia! Foi escrito há mais de 3.500 anos atrás! Mesmo quando Isaac Newton explicou como a gravidade do sol era equilibrada pela força centrífuga da rotação da terra em 1.687 DC, ele nada acrescentou a esta afirmação científica proferida por Jó.
    E Walter Rich em seu livro “The Message of the Stars”, escreveu o seguinte sobre a gravitação: “Quanto à ação aparente, sabemos um pouco; mas como a ação se processa, somos profundamente ignorantes.” Como é que Jó soube de algo que era IMPOSSÍVEL saber durante os seus dias?
    Salmo 8:8 “… tudo o que passa pelas VEREDAS DOS MARES”. Depois de ler Salmo 8:8, Matthew Maury, um oficial da Marinha dos Estados Unidos da América, lançou-se ao empreendimento de localizar estes curiosos “caminhos nos mares”. Descobriu que os oceanos têm caminhos que fluem através deles. Maury se tornou conhecido como o “descobridor das correntes marítimas”. Como é que Davi (o escritor do Salmo 8) soube, há mais de 2.000 anos atrás, que havia “caminhos nos mares”? Davi, provavelmente, nunca sequer viu um oceano! COMO É QUE ELE SOUBE? Shalon…


  2. Não temas, Eu Sou contigo, que o Eterno elucide nossas mentes…
    Em sentido amplo, ciência (do latim scientia, traduzido por “conhecimento”). Ciência e cientista são coisa diferentes, ciência é conhecimento das leis da natureza, física ou metafísica, que foi criada por Deus e são perfeitas como Deus, o Eterno, que é perfeito, pois já tem dado prova da Sua perfeição e onisciência.
    Cientista é aquele que descobre tais conhecimentos e muitas vezes coloca sua limitada filosofia, com suas opiniões formada sobre tudo, defendida com todo vigor, até que venha a cair por terra; pois outro deslumbre maior vem a elucidar seus olhos, calando então sua razão…
    O evolucionismo, formulado por Darwin e aceito pelo mundo inteiro, inclusive escolas, que prega que o homem evoluiu do macaco, enquanto a Bíblia claramente diz o contrário. Hoje a ciência está descobrindo a falácia do evolucionismo e, cada vez mais, defensores se mostram decididos a fazerem do criacionismo, a ideia dominante sobre a criação do homem. Hoje existem pelo menos 75.000 cientistas e PHDs em todo o mundo que defendem o criacionismo.
    A mais mistério entre o céu e a terra, do que nossa vã filosofia possa suportar.
    Do cem por cento de tudo o que há no universo para saber, seria eu generoso ao disser que o homem saiba talvez meio por cento.
    E os noventa e nove e meio por cento de que se tem a saber, será que poderíamos descartar a hipóteses de que existe Deus???
    Deus tem dado prova de Si, através da arqueologia e escavações arqueológicas efetuadas em numerosos locais da Palestina, da Síria e de outras terras bíblicas. Tem trazido à superfície muitas evidências que tem feito contribuições para uma melhor compreensão ou averiguação dos relatos bíblicos. O professor W. F. Albringht, uma autoridade no assunto, faz a seguinte observação sobre a arqueologia bíblica: “Graças às pesquisas modernas, reconhecemos agora a historicidade essencial dela (A Bíblia). As Narrativas acerca dos Patriarcas, de Moisés, do Êxodo, da conquista de Canaã, dos Juízes, da monarquia, do exílio e da restauração foram todas confirmadas”.
    E também os seus profetas, inspirando-os a vários conhecimentos científicos, muitos anos antes do real acontecimento, por exemplo:O profeta Isaías pronunciou 750 anos antes de Cristo que a Terra era redonda (Isaías – 40:22); tradução da Bíblia para o latim a palavra hebraica “hhug” por “orbe” que significa “globo”, “esfera” e que é a tradução correta.
    Os “sábios” dos dias de Isaías pensavam que a terra era plana, por volta do ano 640- 550 antes de Cristo, Tales de Mileto, na Ásia menor, ensinava que o mundo era achatado. Não confirmaram que a Terra era redonda até o ano 1.519 depois de Cristo, quando Magalhães navegou ao redor do mundo. Como é que Isaías sabia de algo mais de 2.000 anos antes, de tais cientistas?
    DEUS é DEUS. É sabedoria, é Criador, Ele criou e sabe o que criou e deu inteligência aos homens para aprender e descobrir… conhecer e estudar…
    O Campo Gravitacional: (Jó 26:7, 38:4,7) “… e suspende a terra sobre O NADA”. Durante o tempo de Jó, era crença que um deus chamado Atlas sustentava a Terra sobre os seus ombros! Ninguém acreditava que a Terra “pairava suspensa sobre o NADA!” Jó é o mais antigo livro na Bíblia! Foi escrito há mais de 3.500 anos atrás! Mesmo quando Isaac Newton explicou como a gravidade do sol era equilibrada pela força centrífuga da rotação da terra em 1.687 DC, ele nada acrescentou a esta afirmação científica proferida por Jó.
    E Walter Rich em seu livro “The Message of the Stars”, escreveu o seguinte sobre a gravitação: “Quanto à ação aparente, sabemos um pouco; mas como a ação se processa, somos profundamente ignorantes.” Como é que Jó soube de algo que era IMPOSSÍVEL saber durante os seus dias?
    Salmo 8:8 “… tudo o que passa pelas VEREDAS DOS MARES”. Depois de ler Salmo 8:8, Matthew Maury, um oficial da Marinha dos Estados Unidos da América, lançou-se ao empreendimento de localizar estes curiosos “caminhos nos mares”. Descobriu que os oceanos têm caminhos que fluem através deles. Maury se tornou conhecido como o “descobridor das correntes marítimas”. Como é que Davi (o escritor do Salmo 8) soube, há mais de 2.000 anos atrás, que havia “caminhos nos mares”? Davi, provavelmente, nunca sequer viu um oceano! COMO É QUE ELE SOUBE? Shalon…
    http://www.youtube.com/user/dooropen1000

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.