A Palavra na Forma Humana

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Ele as ensinava como quem tem autoridade e não como os escribas. Mateus 7:29

Envolto nas vestes da humanidade, o Filho de Deus desceu ao nível daqueles que Ele desejava salvar. NEle não havia dolo ou pecaminosidade, iniquidade; Ele era o mais puro e imaculado; no entanto, tomou sobre Si nossa natureza pecaminosa. Revestindo Sua divindade com a humanidade para que pudesse Se comunicar com os seres humanos caídos, Ele veio resgatar para a humanidade o que, pela desobediência, Adão havia perdido para si mesmo e para o mundo. Por meio de Seu próprio caráter, Jesus manifestou ao mundo o caráter de Deus; não procurou agradar a Si mesmo, mas andou fazendo o bem. Toda a história dEle, por mais de trinta anos, foi de pura e desinteressada benevolência.

Podemos nós nos admirar de que as pessoas estivessem maravilhadas com Seus ensinos? “Ele as ensinava como quem tem autoridade e não como os escribas” (Mt 7:29). A doutrina dos escribas e fariseus era uma contínua repetição de fábulas e tradições infantis. Suas opiniões e cerimoniais repousavam na autoridade das antigas máximas e ditos rabínicos, frívolos e inúteis. Cristo não Se detinha nos comentários fracos e insípidos e nas teorias humanas. Como alguém que possui autoridade superior, Ele Se dirigia aos Seus ouvintes apresentando diante deles os mais importantes assuntos; e Seus apelos comunicavam convicção ao coração. A opinião de todos, expressa por muitos que não conseguiam ficar em silêncio, era: “Jamais alguém falou como este homem” (Jo 7:46).

A Bíblia ensina a completa vontade de Deus para nós. […] Os ensinos dessa Palavra são exatamente aquilo de que necessitamos em todas as circunstâncias nas quais possamos ser colocados. Ela é a suficiente regra de fé e prática, pois é a voz de Deus falando ao ser humano, dando aos membros da Sua família instruções para guardarem o coração com todo o empenho. Se a Palavra for estudada, não meramente lida, mas estudada, ela nos fornece uma provisão de conhecimento que nos capacita a desenvolver cada dom concedido por Deus. […]

Todos os que se dirigirem à Palavra de Deus em busca de orientação, com espírito humilde e indagador, decididos a conhecer as condições da salvação, compreenderão o que dizem as Escrituras. […]

Precisamos humilhar o coração e examinar a Palavra da Vida com sinceridade e reverência, pois só a mente que é humilde e contrita pode ver a luz. […] O Senhor fala ao coração que se humilha diante dEle (Review and Herald, 22 de agosto de 1907).

Fonte: Meditações Diárias, 2013.

1 Comentário


  1. Que a sabedoria do Mestre e o poder do Espirito Santo nos guia…
    Cuidando de Todas as Partes da Máquina Viva
    Amado, desejo que te vá bem em todas as coisas e que tenhas saúde, assim como bem vai a tua alma. III João 2.
    O devido emprego de si mesmo é a mais valiosa lição que se possa aprender. Não devemos fazer trabalho mental, e parar aí, ou fazer exercício físico e nisto ficar; temos de fazer o melhor uso das várias partes que compõem o organismo humano – o cérebro, os ossos, músculos, cabeça e coração. The Youth’s Instructor, 31 de março de 1898.
    O correto emprego do próprio eu inclui todo o círculo de obrigações para consigo mesmo, para com o mundo e para com Deus. Depois usar as faculdades físicas proporcionalmente com as mentais. Toda ação deriva sua qualidade do motivo que a inspira, e se os motivos não são elevados e puros e abnegados, a mente e o caráter nunca ficarão bem equilibrados. … Vós pertenceis ao Senhor; pois Ele vos criou. Sois dEle pela redenção; pois deu a vida por vós. … Conservai cada parte do organismo vivo, a fim de o empregardes para o serviço de Deus. Conservai-o para Ele. Vossa saúde depende do devido uso de vosso organismo físico. Não empregueis mal nenhuma parte das faculdades que vos foram dadas por Deus, físicas, mentais ou morais. Todos os vossos hábitos devem ser postos sob a orientação de uma mente por sua vez regida por Deus.
    Caso os jovens de ambos os sexos hajam de crescer até à plena estatura de Cristo Jesus, devem-se tratar inteligentemente. … Os hábitos nocivos à saúde sejam de que espécie forem – dormir tarde, levantar tarde pela manhã, comer depressa – devem ser vencidos. Mastigai bem vossa comida. Não haja precipitação na comida. Ventilai bem o quarto de dormir dia e noite, e fazei trabalho físico útil. … Usando com propriedade nossas faculdades ao máximo na mais útil ocupação, mantendo com saúde todo órgão do corpo, e assim conservando todo órgão, a mente, os nervos e os músculos hão de trabalhar harmoniosamente, e podemos realizar o mais precioso serviço para Deus. The Youth’s Instructor, 7 de abril de 1898.
    Shalon…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.