Mais luz

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Apliquei o coração a esquadrinhar e a informar-me com sabedoria de tudo quanto sucede debaixo do Céu. Eclesiastes 1:13

Seja qual for o grande adiantamento intelectual do homem, não pense ele, nem por um momento, que não há necessidade de inteira e contínua pesquisa das Escrituras em busca de maior luz. Como um povo, somos convidados individualmente ao estudo da profecia. Devemos observar atentamente, a fim de distinguir qualquer raio de luz que Deus nos apresente. Devemos apanhar os primeiros clarões da verdade; e, mediante estudo apoiado pela oração, se poderá obter mais intensa luz, a qual poderá ser apresentada aos outros.

Quando o povo de Deus está à vontade, satisfeito com a luz que já possui, podemos estar certos de que Ele os não favorecerá. É Sua vontade que eles marchem sempre avante, recebendo a sempre crescente luz que para eles brilha. A atitude atual da igreja não agrada a Deus. Tem-se introduzido uma confiança em si mesmos que os tem levado a não sentir nenhuma necessidade de mais verdade e maior luz. Vivemos numa época em que Satanás opera à direita e à esquerda, em nossa frente e por trás de nós; e todavia, como um povo, estamos dormindo. Deus deseja que se faça ouvir uma voz despertando Seu povo para a ação.

Em vez de abrir a mente para receber os raios de luz do Céu, alguns têm trabalhado em direção contrária. Tanto pela imprensa como do púlpito têm sido apresentados, com respeito à inspiração da Bíblia, opiniões que não têm o apoio do Espírito nem da Palavra de Deus. Certo é que nenhum homem ou grupo de homens deve procurar apresentar teorias sobre assunto de tão grande importância sem um claro “Assim diz o Senhor” em seu apoio.

E quando homens, rodeados de fraquezas humanas, afetados em maior ou menor medida pelas influências ambientais, e tendo tendências hereditárias e cultivadas que estão longe de torná-los sábios ou espirituais, empreendem acusar publicamente a Palavra de Deus, e lavrar sentença sobre o que é divino e o que é humano, estão eles trabalhando sem o conselho de Deus. O Senhor não fará prosperar semelhante obra. O efeito será desastroso, tanto sobre o que nisso se empenha, como sobre os que o aceitam como obra de Deus (T5, p. 708, 709).

Fonte: Ellen White, Meditação Matinal Jesus Meu Modelo, 11/04/2009

4 Comentários


  1. Olá Karyne,não tem como não notar o visual novo do site.Ficou muuuuto
    bom mesmo!Abraço!


  2. Não temas, Eu Sou contigo, que o Eterno elucide nossas mentes…
    Em sentido amplo, ciência (do latim scientia, traduzido por “conhecimento”). Ciência e cientista são coisa diferentes, ciência é conhecimento das leis da natureza, física ou metafísica, que foi criada por Deus e são perfeitas como Deus, o Eterno, que é perfeito, pois já tem dado prova da Sua perfeição e onisciência.
    Cientista é aquele que descobre tais conhecimentos e muitas vezes coloca sua limitada filosofia, com suas opiniões formada sobre tudo, defendida com todo vigor, até que venha a cair por terra; pois outro deslumbre maior vem a elucidar seus olhos, calando então sua razão…
    O evolucionismo, formulado por Darwin e aceito pelo mundo inteiro, inclusive escolas, que prega que o homem evoluiu do macaco, enquanto a Bíblia claramente diz o contrário. Hoje a ciência está descobrindo a falácia do evolucionismo e, cada vez mais, defensores se mostram decididos a fazerem do criacionismo, a ideia dominante sobre a criação do homem. Hoje existem pelo menos 75.000 cientistas e PHDs em todo o mundo que defendem o criacionismo.
    A mais mistério entre o céu e a terra, do que nossa vã filosofia possa suportar.
    Do cem por cento de tudo o que há no universo para saber, seria eu generoso ao disser que o homem saiba talvez meio por cento.
    E os noventa e nove e meio por cento de que se tem a saber, será que poderíamos descartar a hipóteses de que existe Deus???
    Deus tem dado prova de Si, através da arqueologia e escavações arqueológicas efetuadas em numerosos locais da Palestina, da Síria e de outras terras bíblicas. Tem trazido à superfície muitas evidências que tem feito contribuições para uma melhor compreensão ou averiguação dos relatos bíblicos. O professor W. F. Albringht, uma autoridade no assunto, faz a seguinte observação sobre a arqueologia bíblica: “Graças às pesquisas modernas, reconhecemos agora a historicidade essencial dela (A Bíblia). As Narrativas acerca dos Patriarcas, de Moisés, do Êxodo, da conquista de Canaã, dos Juízes, da monarquia, do exílio e da restauração foram todas confirmadas”.
    E também os seus profetas, inspirando-os a vários conhecimentos científicos, muitos anos antes do real acontecimento, por exemplo:O profeta Isaías pronunciou 750 anos antes de Cristo que a Terra era redonda (Isaías – 40:22); tradução da Bíblia para o latim a palavra hebraica “hhug” por “orbe” que significa “globo”, “esfera” e que é a tradução correta.
    Os “sábios” dos dias de Isaías pensavam que a terra era plana, por volta do ano 640- 550 antes de Cristo, Tales de Mileto, na Ásia menor, ensinava que o mundo era achatado. Não confirmaram que a Terra era redonda até o ano 1.519 depois de Cristo, quando Magalhães navegou ao redor do mundo. Como é que Isaías sabia de algo mais de 2.000 anos antes, de tais cientistas?
    DEUS é DEUS. É sabedoria, é Criador, Ele criou e sabe o que criou e deu inteligência aos homens para aprender e descobrir… conhecer e estudar…
    O Campo Gravitacional: (Jó 26:7, 38:4,7) “… e suspende a terra sobre O NADA”. Durante o tempo de Jó, era crença que um deus chamado Atlas sustentava a Terra sobre os seus ombros! Ninguém acreditava que a Terra “pairava suspensa sobre o NADA!” Jó é o mais antigo livro na Bíblia! Foi escrito há mais de 3.500 anos atrás! Mesmo quando Isaac Newton explicou como a gravidade do sol era equilibrada pela força centrífuga da rotação da terra em 1.687 DC, ele nada acrescentou a esta afirmação científica proferida por Jó.
    E Walter Rich em seu livro “The Message of the Stars”, escreveu o seguinte sobre a gravitação: “Quanto à ação aparente, sabemos um pouco; mas como a ação se processa, somos profundamente ignorantes.” Como é que Jó soube de algo que era IMPOSSÍVEL saber durante os seus dias?
    Salmo 8:8 “… tudo o que passa pelas VEREDAS DOS MARES”. Depois de ler Salmo 8:8, Matthew Maury, um oficial da Marinha dos Estados Unidos da América, lançou-se ao empreendimento de localizar estes curiosos “caminhos nos mares”. Descobriu que os oceanos têm caminhos que fluem através deles. Maury se tornou conhecido como o “descobridor das correntes marítimas”. Como é que Davi (o escritor do Salmo 8) soube, há mais de 2.000 anos atrás, que havia “caminhos nos mares”? Davi, provavelmente, nunca sequer viu um oceano! COMO É QUE ELE SOUBE?
    Eclesiastes 1:6 “O vento vai para o sul, e faz o seu giro para o norte; continuamente vai girando o vento, e volta FAZENDO OS SEUS CIRCUITOS”. Como é que o escritor de Eclesiastes (Salomão filho de Davi) soube que o vento viaja formando circuitos? Como é que o escritor soube de algo que os aerologistas e os meteorologistas descobriram há tão pouco tempo?
    Levítico 17:11 “Porque a vida da carne está no sangue…” Esta é a mais acurada declaração científica, jamais feita, a respeito do sangue! Por milhares de anos, os médicos tratavam as pessoas com uma prática chamada de “sangria”. Pensavam que doenças poderiam ser curadas através da extração de sangue. Em 1.799 DC, menos de 200 anos atrás, George Washington foi, literalmente, sangrado até à morte. Os médicos sangraram o pobre George quatro vezes, da última vez tiraram mais de um litro de seu sangue! Eles não sabiam, mas estavam, literalmente, retirando a vida de George Washington ao extraírem-lhe o sangue. Não foi senão no início dos anos 1.900 DC que um homem chamado Dr. Lister descobriu que o sangue provê o sistema imunológico aos corpos – A VIDA DA CARNE ESTÁ NO SANGUE!
    Levítico 15:13 “Quando, pois, o que tem o fluxo, estiver limpo do seu fluxo, contar-se-ão sete dias para a sua purificação, e lavará as suas roupas, e banhará a sua carne em ÁGUAS CORRENTES; e será limpo”. Deus disse para lavar a carne infectada em ÁGUA CORRENTE. Os cientistas não descobriu tais verdades até surgirem dois homens chamados Pasteur e Koch, no final do ano 1.800 DC. Todos os médicos de um hospital lavavam suas mãos em uma mesma bacia de água, dia após dia, e disseminavam os germes com a velocidade, facilidade e mortandade com que o fogo se espalha num capinzal seco. Não foi até a invenção do microscópio e o surgimento da ciência da bacteriologia que os médicos começaram a lavar as mãos sob ÁGUA CORRENTE. Levítico foi escrito em torno de 1.490 anos antes de Cristo. A CIÊNCIA FICOU CERCA DE 3.000 ANOS ATRASADA! Não é embaraçoso quanto a ciência se atrasa por não dar crédito a um Livro tão maravilhoso?! A Bíblia Sagrada…
    “Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sois meus discípulos; e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”.(João-8:31;32.)
    Shalom…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.