Onde está você?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

“Ouvindo o homem e sua mulher os passos do SENHOR Deus que andava pelo jardim quando soprava a brisa do dia, esconderam-se da presença do SENHOR Deus entre as árvores do jardim. Mas o SENHOR Deus chamou o homem, perguntando: ‘Onde está Você?’”(Gen, 3:8-9)

Às vezes me pego a pensar o que sentiram Adão e Eva quando ouviram a voz de Deus perguntando por eles.

Mas antes de Deus fazer essa pergunta, lembremos: Tudo era perfeito, o jardim era lindo, a vegetação era exuberante, e eles andavam com Deus. Ele os visitava todos os dias. Aguardavam ansiosos por esse momento. Mas algo naquele dia mudou. A hora chegou, o lugar de sempre onde esperavam por Deus estava vazio. E Deus então pergunta: “Onde está você”?

Não que Deus não soubesse onde estavam, Ele sabia. Sabia até o que tinham feito, mas queria a companhia deles. O compromisso de se encontrarem até naquele dia não foi desfeito.

Adão e Eva desfrutavam de uma amizade sem comparações. Uma amizade com Deus, face a face, ouviam sua voz, viam seu sorriso, olhavam nos seus olhos.

Mas naquele dia, não queriam nada disso. Estavam envergonhados, buscaram um esconderijo, mesmo sabendo que não podiam se esconder. Com seu pecado, foram privados da melhor companhia que podiam ter,“Adão devia separar-se daquela cuja companhia fora sua alegria. Adão havia desfrutado da companhia de Deus e dos santos anjos. Havia olhado para a glória do Criador.” PP, p. 56, mas a partir daquele momento perderam a paz e o temor tomou conta deles. “Desapareceram o amor e paz que haviam desfrutado, e em seu lugar experimentavam uma intuição de pecado, um terror pelo futuro, uma nudez de alma. A veste de luz que os rodeara, agora desapareceu; e para suprir sua falta procuraram fazer para si uma cobertura, pois enquanto estivessem desvestidos, não podiam enfrentar o olhar de Deus e dos santos anjos” PP, p. 57.

Mas Deus os buscou naquele dia. Ele foi ao jardim, queria a companhia deles. “Manifestou-se no jardim a presença divina. Em sua inocência e santidade tinham eles alegremente recebido a aproximação de seu Criador; mas agora fugiram aterrorizados, e procuraram esconder-se nos mais profundos recessos do jardim.” PP, p. 57.

É muito fácil condenar Adão e Eva por seu pecado e por terem tentado se esconder de Deus. Seus erros e suas decisões trouxeram a pior das conseqüências, se afastaram de Deus.

Nós esquecemos que também somos assim, nos afastamos e tentamos nos esconder de Deus e esquecemos rapidamente o quanto é bom estar na presença dEle. Mesmo não tendo os privilégios que Adão e Eva tinham, mas sentir Deus ao nosso lado é a melhor das sensações.

É nossa comunhão com Deus, que nos aproxima dEle, que nos permite ouvir Sua voz ao nosso coração, senti Sua mão ao nosso ombro, Sua mão nos levantando. Quando negligenciamos, não estamos mais “caminhando com Deus” no jardim. Escondemos-nos como Adão e Eva.

Mas eu e você não queremos que em nossa vida Deus um dia nos pergunte “Onde está você?”. Porque se esse dia chegar, em que esconderijo estaremos? Porque estaremos nos escondendo? E o que responderemos?

Texto enviado por Kelly Godinho.

7 Comentários


  1. Muito obg por publicar meu texto!


  2. Que lindo! Que Deus nos ajude a nos santificar a cada dia para podermos compartilhar da promessa de Nosso Pai durante a eternidade! A santificação diária nos proporciona um encontro diário com Deus. Amei o texto, Kelly, que o Senhor continue a te usar a cada dia. Parabéns, Karyne pelo blog, e que o Senhor possa também te usar sempre. Que as pessoas que lerem estas mensagens possam ser tocadas e todos juntos possamos compartilhar do tão lindo jardim a nós prometido. Amém!


  3. Bom dia minha irmã! Parabéns. Gostei muito.


  4. Muito bom o texto!
    Qdo lemos algo assim nos sentimos muito importantes, por termos um DEUS tão misericordioso para conosco.
    Que possamos permanecermos sempre fiéis ao seu lado e que essa pergunta não seja necessária em nossas vidas.


  5. Lindo texto Kelly amo seus textos.
    Bjs


  6. Bom dia meu pastor. Q bom q o sr. gostou.

    Obg Karine… bjo pra vc tbm.


  7. Que as veredas de Cristo sejam nossos caminhos.
    “Senhor, tu me sondas, e me conheces.
    Tu conheces o meu sentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento.
    Esquadrinhas o meu andar, e o meu deitar, e conheces todos os meus caminhos.
    Sem que haja uma palavra na minha língua, eis que, ó Senhor, tudo conheces.
    Tu me cercaste em volta, e puseste sobre mim a tua mão.
    Tal conhecimento é maravilhoso demais para mim; elevado é, não o posso atingir.
    Para onde me irei do teu Espírito, ou para onde fugirei da tua presença?
    Se subir ao céu, tu aí estás; se fizer no Seol a minha cama, eis que tu ali estás também.
    Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar,
    ainda ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá.
    Se eu disser: Ocultem-me as trevas; torne-se em noite a luz que me circunda; nem ainda as trevas são escuras para ti.” (Salmos -139:1 a 12.)
    “Nada, em toda a criação, está oculto aos olhos de Deus. Tudo está descoberto exposto diante dos olhos daquele a quem havemos de prestar contas. (Hebreus -4:13.)
    “Sou eu apenas Deus de perto, diz o Senhor, e não também Deus de longe?
    Esconder-se-ia alguém em esconderijos, de modo que eu não o veja? diz o Senhor.” (Jeremias-23:23,24.)
    Shalom…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.