O problema da submissão

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Hoje pela manhã, respondi a um comentário feito no post “Mulher Pastora”. Enquanto lia o comentário, foi inevitável pensar no problema que temos em relação à submissão. Por que é tão difícil ser submissa? Por que resistimos tanto a essa ideia?

Possivelmente, parte do nosso problema com a submissão esteja relacionado à nossa concepção de submissão, ao nosso entendimento do significado dessa palavra. SUBMISSÃO. “SUB” tem a ver com “abaixo”, e esta é uma posição que não agrada nenhum pouco os corações egoístas e orgulhosos (isto é, os corações humanos).

O dicionário Priberam define submissão como:

1. Ato ou efeito de submeter ou de se submeter.
2. Obediência.
3. Sujeição.
4. Humildade.

Como uma palavra com um significado tão bonito pode ser tão desagradável ao nosso coração? A resposta está em uma única palavra – PECADO. Sim! O problema da submissão é o pecado!

Qual foi a primeira ordem de submissão dada ao ser humano? Você pode pensar que tenha sido a “maldição” da mulher. Mas na verdade, a primeira ordem de submissão foi: “[…] De toda a árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.” Gênesis 2:16-17.

Aqui o homem foi convidado a submeter-se livremente à vontade de Deus. Digo livremente porque o próprio Deus, dando essa ordem, deu também ao homem a oportunidade de  escolher não se submeter. E o homem, utilizando muito mal sua liberdade, optou por desobedecer.

O primeiro ponto que quero ressaltar aqui é: Submissão é incompatível com pecado.

Como resultado do pecado, o homem recebeu novas ordens. Agora Deus lhe disse como deveria viver no mundo de pecado. Alguns vêem essas novas ordens como maldição. Eu vejo claramente como uma estratégia de Deus de ensinar ao homem antes submisso como voltar a se submeter ao seu Criador. Além disso, essas novas ordens eram uma espécie de “kit de sobrevivência”, recomendações que se seguidas amenizariam o sofrimento que uma vida cercada pelo pecado poderia ter.

O Espírito de profecia diz: “Na criação Deus a fizera [Eva] igual a Adão. Se houvessem eles permanecido obedientes a Deus – em harmonia com Sua grande lei do amor – sempre estariam em harmonia um com o outro; mas o pecado trouxera a discórdia, e agora poderia manter-se a sua união e conservar-se a harmonia unicamente pela submissão por parte de um ou de outro. Eva fora a primeira a transgredir; e caíra em tentação afastando-se de seu companheiro, contrariamente à instrução divina. Foi à sua solicitação que Adão pecou, e agora foi posta sob a sujeição de seu marido. Se os princípios ordenados na lei de Deus tivessem sido acariciados pela raça decaída, esta sentença, se bem que proveniente dos resultados do pecado, ter-se-ia mostrado ser uma bênção para o gênero humano; mas o abuso da supremacia assim dada ao homem tem tornado a sorte da mulher mui freqüentemente bastante amargurada, e feito de sua vida um fardo.” O Lar Adventista, p. 115.

Nesse texto vemos que a submissão ordenada à mulher era uma espécie de segredo para que o casal pudesse viver feliz mesmo em um mundo de pecado. Contudo, na parte final do texto vemos que essa submissão foi mal entendida e, com o passar do tempo, os homens passaram a abusar de sua supremacia. Note que o problema novamente não está com a submissão, mas com o pecado. Foi o pecado que fez com que homens usassem mal a posição que Deus lhes deu de supremacia em relação à mulher.

O segundo ponto que quero ressaltar então é: A submissão é um presente de Deus aos seres humanos que vivem em um mundo de pecado, contudo esse presente foi deturpado pelo próprio coração pecador.

Então eu lhe pergunto: Já que a submissão foi deturpada pelos seres humanos, não devemos mais ser submissas? Essa é a solução? Minha resposta, com base no que tenho estudado na Bíblia e no Espírito de Profecia é: Não! Devemos ser submissas e resgatarmos o conceito da verdadeira submissão!

Para isso, precisamos entender que:

  • Deus pede que a esposa conserve o Seu temor e a Sua glória sempre diante de si. Total submissão só a nosso Senhor Jesus Cristo, que a comprou como propriedade Sua, pelo infinito preço de Sua vida.” O Lar Adventista, p. 116.
  • Existe Um que é mais importante aos olhos da esposa que o marido: é seu Redentor, e sua submissão ao marido deve estar na base da indicação de Deus: “Como ao Senhor.” Efés. 5:22.” O Lar Adventista, p. 116.
  • Submissão é algo que o Espírito de Deus produz em nós.

E este é o terceiro ponto que gostaria de ressaltar aqui: Só é possível viver a verdadeira submissão movidos pelo Espírito de Deus.

Quando lemos Gálatas 5, encontramos “as obras da carne” e o “fruto do Espírito”.

Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus.” Gálatas 5:19-21

As obras da carne são todo tipo de prática realizada por alguém cujo coração não é submisso a Deus. Em outras palavras, pecado!

Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.” Gálatas 5:22. O fruto do Espírito é produzido naquele que possui um coração semelhante ao de Jesus. Esse coração semelhante ao de Jesus também é obra do Espírito Santo em nossa vida!

O Espírito Santo procura habitar em cada alma. Caso seja Ele bem-vindo como hóspede honrado, os que O receberem se tornarão completos em Cristo. A boa obra começada será terminada; os pensamentos santos, as celestiais afeições e os atos semelhantes ao de Cristo tomarão o lugar dos pensamentos impuros, dos sentimentos perversos e dos atos obstinados.” Conselhos Sobre Saúde, p. 561.

Todos os que estudam a vida de Cristo e praticam os Seus ensinos se hão de tornar semelhantes a Ele. Sua influência será idêntica à Sua, revelando santidade de caráter. Palmilhando a vereda humilde da obediência, pela submissão à vontade de Deus, exercerão uma influência que atestará o progresso de Sua obra e a saudável pureza da mesma. Nessas almas perfeitamente convertidas, o mundo terá um testemunho do poder santificador da verdade sobre o caráter humano.” Evangelismo, p. 313.

Só teremos a verdadeira submissão, aquela que não oprime, mas salva, quando permitirmos que o Espírito de Deus habite em nós! O batismo do Espírito Santo é uma necessidade diária que temos. “Um reavivamento da verdadeira piedade entre nós, eis a maior e a mais urgente de todas as nossas necessidades. Buscá-lo, deve ser a nossa primeira ocupação.” E Recebereis Poder (EGW, Meditação Matinal), p. 285.

Ou temos verdadeira submissão (aquela que devemos ter para com Deus), ou vivemos sobre a opressão da escravidão de Satanás pelas correntes do pecado. Precisamos de Reavivamento já!

16 Comentários


  1. Bom dia Karyne

    Confesso a você que por vários anos partilhei de idéias que dizem que mulher pode ter sim liberdade em relação ao homem. Liberdade no sentido de independência.
    Mas ao estudar a palavra de Deus, senti em meu coração que o que Deus quer de nós mulheres é de MUITA HONRA!
    Não há honra maior que uma mulher ser auxiliadora do homem que ama ao educar os filhos e cuidar do lar.
    Já viu como a maioria dos homens é desajeitada ao fazer os serviços domésticos? Não que eles não devam nos ajudar nisso, claro que não.
    Principalmente se a esposa trabalha fora, ajudando o esposo, que mal teria em ele ajudar nos afazeres domésticos?
    Eu sempre trabalhei fora, sou formada em informática e fiz especialização em redes de computadores. Sou desenvolvedora de software há muitos anos. Sempre tive remuneraççao financeira maior que o meu marido.
    Minha relação com meu marido é “um ajuda o outro”. Minha filha de 15 anos também ajuda muito e o menor de 4 anos está entrando mo ritmo. Toda a família tem seus afazeres.
    Convenhamos que não tem como somente uma pessoa fazer tudo em casa, com a família grande, então nos ajudamos. Mas isso fazemos com PRAZER! Para poder tornar nosso lar agradável.
    Ao entender a missão que o Senhor me confiou, acredite, fiquei muito feliz, pois sei que os resultados na educação de nossos filhos, são fruto de minha obediência e submissão a Deus.
    Nem passa mais pela minha cabeça que ser submissa primeiramente a Deus, depois ao meu marido me torna inferior a ele. Isto me diz que sou digna de ser sua companheira.
    Quantos lares são desfeitos porque um quer ser superior ao outro! Se os dois estão na mesma missão, que é comandar o lar, fazer o lar funcionar, sou feliz porque posso ajudá-lo.
    Cada um tem características pessoais e também funções peculiares num relacionamento. A razão deve nos fazer entender e aceitar nossa missão. Sempre reavaliando para ver quais os pontos onde devemos melhorar e ter humildade suficiente para ver onde erramos.
    Eu amo meu trabalho. Sempre quis isto. Estou na mesma empresa há quase 12 anos, mas sabe que estou tão cansada do trabalho fora de casa. Vejo o tempo passar e meus filhos crescerem não podendo passar mais tempo com eles que tenho orado a Deus para que meu marido consiga o sustento da casa sem minha ajuda para que eu possa ficar mais tempo com os filhos. Não acredito que isto me diminuirá, de forma alguma. Somente assim serei promovida, pois poderei me dedicar inteiramente a minha família!
    Palavras de uma esposa e mãe que há mais de vinte anos trabalha fora e concilia o trabalho com a vida doméstica. Pode acreditar!

    Sabe que este post me fez reafirmar ainda mais a minha vontade de me dedicar à familia integralmente! Ore por mim querida, estou orando por você!


  2. O problema da submissão é q muitos pensas q ser submisso é ser fraco, pq temos q nos rebaixar, e ainda há outros q pensam q a submissão bíblica é um assunto dirigido somente às esposas.

    As esposas, naturalmente, são instruídas a submeterem-se aos seus próprios maridos. Nesta submissão, elas têm o privilégio de mostrar aos seus esposos e filhos como a submissão piedosa é cumprida.

    Quando colocamos um filho no mundo, nos sujeitamos à responsabilidade de cuidar dele. Do mesmo modo, quando um homem se casa, ele se submete à responsabilidade de alimentar e cuidar de sua esposa, nós estamos sujeitos às necessidades dos nossos filhos e o esposo está sujeito às necessidades de sua esposa.

    Os maridos não estão autorizados a subjugar suas esposas, mas as esposas têm que se submeter. Por outro lado, se o esposo ama sua esposa “como Cristo ama a igreja” sua menor exigência será uma tarefa fácil que ele desempenhará alegremente. O amor mútuo exige sacrifício mútuo.

    Penso em parar de trabalhar ano q vem, pra cuidar melhor de meu filho q apresenta sintomas de hiperatividade(karyne, ainda aguardo seu post sobre o assunto), sei q o salário fará falta, isso me diminuirá perante meu marido?
    Claro que não, a dedicação integral à família é vista com bons olhos por Deus… mesmio exigindo sacrificios.
    Amar é fazer coisas para outra pessoa.
    Orem por mim…


  3. Oi Karyne!
    Faz tempo que não comento, tenho ficado pouco na internet, mas sempre que posso dou uma passada pra ler os textos aqui.
    Tá ótimo esse texto, esse assunto é muito importante, gostei muito de como você colocou, e dos textos que escolhestes.
    Um abraço e tudo de bom!


  4. Karine, amei o estudo. Estou sendo muito abençoada com seus posts.
    Eliane, sempre tive o desejo de trabalhar fora meio período e cuidar da minha família.
    Deus abençoe voces.


  5. Muito bom esse texto. Nós precisamos de vez em quando relembrar esse assunto de submissão. O nosso orgulho fala muito alto e temos dificuldades em ser submissa.
    Que Deus nos ajude, pois essa é a sua vontade!
    Um abraço…


  6. Ótima abordagem. Sabe, às vezes a mídia e o mundo secularizado introduz em nós o equívoco da submissão. Estejamos atentas a isso.
    Deus nos abençoe.


  7. Ei Karyne!

    Penso que essa questão de submissão da mulher ao marido é bem claro na Bíblia, em vários textos, mas gostaria de citar apenas um:
    “As mulheres sejam submissas ao seu próprio marido, como ao Senhor.” Ef. 5:22
    Não tem realmente o que questionar, a Bíblia é clara.

    Porém, enquanto a mulher tem que ser submissa a seu marido, a Bíblia também deixa uma ordem aos maridos:
    “Maridos amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela.” Ef. 5.25

    É tão bom ser submissa a Deus, porque eu sei o quanto Ele me ama, e me quer bem. Mesmo que Ele me pessa alguma coisa que eu não compreenda, por que Deus já me deu infindáveis provas de Seu amor, eu confio nEle e escolhi livremente ser submissa a Deus!

    E da mesma forma é o casamento quando Deus está no centro: o marido ama a esposa, como Cristo ama a igreja, e a esposa é submissa ao marido pois sabe do amor que este tem por ela.

    Um abraço!!!


  8. Olá Karyne toda infelicidade do lar decorre do fato de que os maridos e as esposas não conhecem e não praticam os ensinos bíblicos sobre a autoridade do lar e seu casamento.
    O homem foi criado com estrutura mais forte, adaptado para liderar,e a mulher um vaso mais frágil, precisando ser protegida.
    Um guarda de trânsito achou um menino perdido na rua, em grande movimento, e para ajuda-lo perguntou-lhe onde morava, e quem era o seu pai.
    Ele disse: meu pai é o diabo e eu no inferno. Aconteceu que os pais brigavam,e o marido dizia:Esta casa é um inferno,e a esposa completava: E você é o diabo.
    Que tenhamos o privilegio de obedecer a Deus em tudo e que possamos ser a filha, a esposa, a mãe, a amiga,que possamos ser a pessoa que Ele quer que nós sejamos.


  9. Olá Karyne toda infelicidade do lar decorre do fato de que os maridos e as esposas não conhecem e não praticam os ensinos bíblicos sobre a autoridade do lar e seu casamento.
    O homem foi criado com estrutura mais forte, adaptado para liderar,e a mulher um vaso mais frágil, precisando ser protegida.
    Um guarda de trânsito achou um menino perdido na rua, em grande movimento, e para ajuda-lo perguntou-lhe onde morava, e quem era o seu pai.
    Ele disse: meu pai é o diabo e eu moro no inferno. Aconteceu que os pais brigavam,e o marido dizia:Esta casa é um inferno,e a esposa completava: E você é o diabo.
    Que tenhamos o privilegio de obedecer a Deus em tudo e que possamos ser a filha, a esposa, a mãe, a amiga,que possamos ser a pessoa que Ele quer que nós sejamos.


  10. Que a Paz do Senhor Jesus Cristo esteja sobre nós e Sua harmonia nos una como uma só carne.
    Deus criou tudo no universo harmonicamente e com um propósito, pois é um Deus de ordem.
    No céu existe hierarquia de anjos como Serafins, Querubins, e cada um tem uma função designada por Deus. Nem todos podem servir diretamente no trono do Ancião de Dias, o Todo Poderoso, o nosso Deus criador do universo e Pai de nosso Mestre e Senhor Jesus Cristo.
    “Os anjos trabalham harmoniosamente. Perfeita ordem caracteriza todos os seus movimentos. Quanto mais aproximadamente imitarmos a harmonia e ordem dos anjos, tanto maior êxito terão os esforços desses agentes celestiais em nosso favor. Se não virmos necessidade de ação harmônica, e formos desordenados, indisciplinados e desorganizados em nossa maneira de agir, os anjos que são perfeitamente organizados e se movem em perfeita ordem, não poderão com êxito trabalhar por nós. Afastar-se-ão pesarosos, pois não estão autorizados a abençoar a confusão, distração e desorganização. Todos os que desejarem a cooperação dos mensageiros celestiais, devem trabalhar em harmonia com eles. Os que receberam a unção do Céu, em todos os seus esforços incentivarão a ordem, a disciplina e unidade de ação, e então os anjos de Deus poderão cooperar com eles. Mas nunca, jamais esses mensageiros celestes sancionarão a irregularidade, a desorganização e a desordem. Todos estes males são o resultado dos esforços de Satanás para enfraquecer-nos as forças, destruir-nos a coragem e evitar a ação bem-sucedida.” A Igreja Remanescente-Pág.24
    Nem por isso os anjos sentem-se inferiores em suas posições, pois estão isento do pecado e não, à inveja nem ao orgulho. Mas sabemos que um dia houve esse pensamento de desigualdade por um Querubim, no qual se chamava Lúcifer (anjo da luz) e ocorreu uma catástrofe no universo, na qual nós nos tornamos escravos do que chamamos de Pecado, por ele cobiçar outra posição que não era devida.
    Mas voltando à Terra, Deus designara o homem e a mulher com um propósito: cada um com sua peculiaridade; “Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora que lhe seja idônea.” Gênesis-2:18.
    Antes que a raça humana se envolvesse com o pecado, Deus nos designou uma ajudadora para nos auxiliar, e não, governar sobre o homem, cada um com seu propósito.
    A mulher aprenda em silêncio com toda a submissão.
    Pois não permito que a mulher ensine, nem tenha domínio sobre o homem, mas que esteja em silêncio.” 1-Timóteo-2:11,12.
    Vós, mulheres, submetei-vos a vossos maridos, como ao Senhor;
    porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o Salvador do corpo.
    Mas, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres o sejam em tudo a seus maridos.” Efésio-5:22 a 24.
    “Semelhantemente vós, mulheres, sede submissas a vossos maridos; para que também, se alguns deles não obedecem à palavra, sejam ganhos sem palavra pelo procedimento de suas mulheres.” 1-Pedro-3:1.
    Não podemos achar uma parte da Bíblia, sagrada e outras não, toda ela é inspirada pelo mesmo Espírito, o Espírito Santo.
    Sabemos porém, nós homens, que devemos amá-las como parte integrante do nosso próprio corpo, (Efésios-5:28).A sua submissão deve ser também compreendida para que não façamos delas uma escrava para servir os titames da nossa própria consciência.
    Shalom…


  11. GOSTO DO TEXTO! MAS QUANDO GRANDE ASSIM PREFIRO QUE DIVIDA EM PARTES 1 E 2 MELHOR.


  12. Amei o texto Karyne que Deus continue te capacitando, já estudei muito sobre isso antes de me casar e hoje tento por em pratica mas é difícil porque até em nossas igrejas somos intituladas como fracas e amelias por sermos submissas mas não me importo quero fazer a vontade de Deus.
    Um bjs


  13. Olá Karyne,

    Eu resumiria a questão nos seguintes termos: a mulher será naturalmente submissa ao marido, na exata medida em que o marido for naturalmente submisso a Deus.

    Cumprimentos.


  14. Ótima síntese Filipe!!! =D

    Que essa seja uma realidade em nossas vidas! Só assim pode haver reavivamento na família!!

    Abraços!


  15. Ola, Ainda não sou batizada na igreja adventista mas sempre tive muita vontade, participei a um tempo diariamente da igreja… Mas com um tempo eu fiquei sabendo dessa historia de submissão das mulheres, confesso que achei a coisa mais absurda que ja ouvi falar… Hoje, peguei a bíblia e li -Timóteo-2 Fiquei chocada, me senti traída… acho que Deus deve ter ficado muito triste comigo por isso! Eu não consigo entender por que temos de ser submissas… Eu chorei ao ler a palavra foi o sentimento mais horrível que ja senti. foi o curto período que me senti mais abandonada, traída enfim, me senti Desolada… Mas hoje vou orar a Deus com todas as minhas forças para que eu possa intender o que ele quer dizer com isso tudo… Esse está sendo o dia mais infeliz de toda minha vida!


  16. a mulher e o homen devem ser companheiros em tudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.