Sinceridade, simplicidade e espontaneidade

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Entre as 2000 pessoas que freqüentam a mesma igreja que eu, há uma senhora com um comportamento muito peculiar. De vez em quando ela provoca situações hilárias e nos cultos de quarta-feira, dia em que geralmente é realizado o culto de oração, ela faz pedidos inusitados e também muito engraçados.

Hoje, em mais um culto de quarta-feira, ela fez alguns pedidos que imediatamente provocaram muitos risos na congregação. Ela pediu pelo Rogério Ceni (atual goleiro do São Paulo Futebol Clube), que na última semana levou cinco gols que fizeram com que o seu time perdesse uma partida do campeonato Brasileiro. Pediu também pelo River Plate (time de futebol da Argentina), o qual recentemente fora rebaixado para uma divisão inferior criando assim uma grande revolta na maioria do país. Ela também expressou grande preocupação com a crescente violência nos estádios de futebol. Estes pedidos de oração e também a forma como foram feitos me fizeram rir muito, mas logo depois também me fizeram meditar um pouco.

Se a oração é mesmo como “o abrir do coração a Deus como a um amigo” (Caminho a Cristo, p. 93), então porque muitas vezes nos sentimos envergonhados de expressar aos nossos irmãos em Cristo, e principalmente a Deus, o que vai no nosso coração?

Toda vez em que eu me ajoelho para orar a Deus eu gosto de pensar nEle como um amigo, o meu melhor amigo. Dele eu não preciso me envergonhar e nem esconder nada, pois é a pessoa em quem eu mais deveria confiar. É bem verdade que Deus já sabe tudo o que vai no nosso coração antes mesmo de contarmos a Ele, mas mesmo assim Ele quer que O contemos. Ele precisa disso bem mais do que os nossos amigos mais íntimos.

Penso que além de sinceridade e simplicidade, Deus espera um pouco de espontaneidade em nossas orações. Então se o que aflige o seu coração for a tristeza de alguma pessoa que você nem mesmo conhece, (Como Rogério Ceni, por exemplo!), ou até mesmo a violência dentro dos estádios de futebol, conte a Deus. Com certeza Ele amará te escutar. Nossas aflições e felicidades que as vezes parecem ser irrelevantes para Deus, são justamente o que Ele mais espera que contemos e entreguemos a Ele.

Assim como rimos de alguns pedidos de oração inusitados que de vez em quando aparecem, Deus também deve rir muito de alguns pedidos que fazemos a Ele (Gosto também de pensar em um Deus com extremo senso de humor!). O nosso erro muitas vezes está em pensar que esses pedidos são menos importantes para Deus, e como igreja, também não devemos subestimar o nosso irmão.

Deus não quer que usemos apenas palavras rebuscadas e poupemos nossos verdadeiros sentimentos em nossas orações assim como os fariseus faziam. Se simplicidade e espontaneidade nos fazem ser mais sinceros com Deus, então esses devem ser os elementos essenciais em nossas orações.

Texto enviado por Isabelle Palma, em 29/06/2011

3 Comentários


  1. Isabelle, seu texto nos dá curiosidade p/ chegar até o final. Bem legal sua reflexão. Jamais passou ou passaria na minha cabeça de orar por um time de futebol, ainda mais pq aqui em casa ninguém é chegado numa bola, nem temos parente algum correndo atrás de uma.(rsrsrs) Mas o q despertou-me a atenção foi essa senhora orar inclusive pelas torcidas que estão cd vez mais violentas; e sabe-se lá quantos parentes de cada um não poderão um dia serem vítimas dessa violência que cd vez é maior ? Com certeza se tivesse alguém muito próximo de mim que dissesse que iria a um supercampeonato, oraria por sua segurança. Talvez nem acreditamos que Deus poderá ouvir uma oração desse tipo, com tantos problemas emergenciais q tem passado nosso planetinha. Mas uma coisa é certa: Viver e quebrar preconceitos é ótimo! Aliás acho que Jesus o tempo todo fez isso : quebrar o preconceito e resistência das pessoas. Só as-sim podemos passar a ser melhor p/ o outro.Tenha uma semana abençoada por Deus!


  2. Muito interessante a sinceridade demonstrada na oração. Penso que todos deveríamos estar dispostos a abrir o coração a Deus nas mais sinceras palavras e deixar Ele agir. Acabei de presenciar que Ele atende os nossos mais simples pedidos. Parabéns pela reflexão!


  3. Graças a Deus que tem pessoas que se preocupam com a violencia e que tenha o coreção tão aberto para com Deus se pedissemos mais igual a essa senhora tenho certeza que iriamos receber mais também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.