A sujeição da esposa depende da sujeição do marido a Cristo

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Muitos casais cristãos vivem grandes conflitos diários, e em meio a esses conflitos é comum que algumas falas se repitam de forma indevida. Uma das falas comuns em discussões de casais cristãos é a de que a mulher deve se sujeitar ao marido, porque isso está na Bíblia. De fato a Bíblia nos apresenta essa determinação, mas de forma muito mais ampla do que é dito em meio a uma briga.

Ellen White nos escreve sobre essa sujeição, no livro O Lar Adventista (p. 117 e 118) . Separei esse texto para nossa meditação de hoje nesta série sobre casamento. Leia com atenção e reflita:

O Senhor Jesus não tem sido corretamente representado em Sua relação para com a igreja por muitos maridos na relação destes para com suas esposas, pois não preenchem o que o Senhor quer ensinar. Declaram eles que a esposa se lhes deve sujeitar em tudo. Mas não foi desígnio de Deus que os maridos dominassem como cabeça do lar, quando eles próprios não se submetem a Cristo. Devem eles estar sob o domínio de Cristo, para que possam representar a relação de Cristo para com Sua igreja. Se o marido é grosseiro, rude, arrebatado, egoísta, ríspido e opressor, não diga jamais que o marido é a cabeça da esposa, e que ela deve em tudo ser-lhe sujeita; pois ele não é o Senhor, não é o marido no verdadeiro significado do termo. …

Devem os maridos estudar o padrão e procurar que significa, pelo símbolo representado em Efésios, a relação de Cristo para com a igreja. O marido deve ser como um Salvador em sua família. Mantém-se ele em sua nobre varonilidade que Deus lhe deu, sempre procurando exaltar a esposa e os filhos? Cria em torno de si uma atmosfera pura e suave? Se não deseja cultivar tão assiduamente o amor de Jesus, tornando-O um princípio permanente em sua vida, como gostaria de firmar sua pretensão de autoridade?

Que os maridos e pais estudem e procurem compreender as palavras de Cristo, não unilateralmente, fazendo ressaltar apenas a sujeição da esposa ao marido, mas estude à luz da cruz do Calvário o que respeita a sua própria posição no círculo da família. “Maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a Si mesmo Se entregou por ela, para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra.” Efés. 5:25 e 26. Jesus Se entregou para morrer na cruz a fim de que pela influência do Espírito Santo nos pudesse purificar do pecado e da poluição. Manuscrito 17, 1891.

1 comentário


  1. Quanto mais o marido é ligado a Deus melhor será a relação dele com a esposa e mais obedientes seram o casal e assim não havera tantas brigas e discurssões.Se o marido for obediente a Deus sua esposa o respeitará.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.