Noivado: ainda é tempo de avaliar

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Quando nos tornamos noivas, nutrimos em nosso coração uma série de espectativas que nos impedem, muitas vezes, de usarmos mais a nossa razão do que a nossa emoção. Para muitas mulheres, o casamento é a realização de um sonho. E quem não quer realizar um sonho?

Desta forma, qualquer coisa que possa oferecer perigo à realização desse sonho não é nem um pouco bem vinda. Contudo, mesmo que nossa visão esteja embaçada por tantas espectativas, sonhos e emoções, não podemos esquecer que o casamento é um grande passo, uma decisão para a vida aqui nesta Terra e também na eternidade. “O casamento é alguma coisa que influenciará e afetará vossa vida tanto neste mundo como no por vir.” O Lar Adventista, p. 43.

Toda decisão tomada sobre o casamento deve ser muito bem avaliada. Isso inclui a pessoa com quem pretende-se casar. Parece estranho dizer que mesmo no noivado ainda devemos estar atentos se a pessoa que está ao nosso lado é de fato a pessoa com quem devemos nos casar. Contudo, estranho ou não, essa é a realidade. Pelo menos, essa é a orientação divina.

“Pesai cada sentimento, e observai todo desenvolvimento de caráter naquele a quem pensais ligar o destino de vossa vida. O passo que estais prestes a dar é um dos mais importantes em vossa vida, e não deve ser dado precipitadamente. Se bem que ameis, não ameis cegamente.
Considerais a ver se vossa vida conjugal seria feliz ou destituída de harmonia e arruinada. Formulai a pergunta: Ajudar-me-á esta união na direção do Céu? Aumentará ela meu amor para com Deus? Ampliará ela minha esfera de utilidade nesta vida? Caso estas reflexões não apresentarem motivos de recuos, então, ide avante, no temor de Deus.” O Lar Adventista, p. 45

Costumo dizer que é mais fácil, hoje, uma mulher se divorciar do que desistir de um casamento enquanto ainda está noiva. Isso, porque o divórcio tem se tornado cada vez mais natural e comum em nossa sociedade, mas terminar um noivado ainda pode ser motivo de vergonha e insegurança para mulheres que às vezes se sentem ameaçadas com a possibilidade de não chegarem nunca ao casamento, e como se diz no popular, “ficar para titia”. Mesmo assim, a serva do Senhor nos deixa uma orientação clara:

“Mesmo que tenhais chegado a um noivado sem pleno conhecimento do caráter da pessoa com quem vos pretendeis unir, não penseis que o noivado constitua positiva necessidade de que pronuncieis o voto matrimonial e ligueis vossa vida a uma pessoa a quem não possais amar e respeitar. Sede muito cuidadosos quanto à maneira por que entrais em um noivado condicional; porém é melhor, muito melhor, romper com o noivado antes do casamento, do que vos separardes depois, como fazem muitos.” Fundamentos da Educação Cristã, p. 105.

Muitos casamentos acabam, e outros perduram mergulhados na infelicidade por causa de decisões que são tomadas sem uma análise crítica e racional. Deus instituiu o casamento para que homem e mulher fossem felizes, mas nos deu a liberdade para que fizéssemos nossas próprias escolhas. Que nossas escolhas sejam feitas segundo a vontade de Deus! Que nosso casamento honre ao Deus que nos criou!

“O casamento é alguma coisa que influenciará e afetará vossa vida tanto neste mundo como no por vir. Um cristão sincero não levará avante seus planos sem conhecer que Deus lhe aprove as intenções. Não quererá escolher por si mesmo, mas sentirá que Deus deve escolher. Não temos de nos agradar a nós mesmos, pois Cristo não Se agradou a Si próprio. Não quero que entendam que estou querendo dizer que alguém deve casar-se com uma pessoa a quem não ame. Isto seria pecado. Porém a fantasia e a natureza emocional não devem ter permissão de dirigir para a ruína. Deus requer todo coração, o supremo afeto. Review and Herald, 25 de setembro de 1888.“ O Lar Adventista, p. 43

4 Comentários


  1. Oi Kayne!
    Parabéns pelo texto, pois são ótimos esses conselhos, pena que muitos não avaliam certo e depois sofrem as consequências de escolhas erradas, fora da vontade do Senhor.
    Beijinhos.


  2. Nossa vida é feita de escolhas e decisões…muitas vezes partimos para escolhas por impulso, ou por sentimentos imaturos.
    Decidir cm quem vc irá dividir sua vida é um passo importante…muitos como um passo temporario.

    Mas reitero o pensamento: “O casamento é alguma coisa que influenciará e afetará vossa vida tanto neste mundo como no por vir(…)”
    Deus deve fazer parte das nossas escolhas!


  3. Ei..nossa estou adorando estes post sobre casamento e noivado, está me ajudando muito… ainda nao estou noiva, mas pretendo estar em breve, e é sempre bom recebermos conselhos, que Deus continue abençoando vc a escrever de maneira tão clara os conselhos DELE para nós.
    beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.