“Joabe: O fraco valente de Davi” – Lição 8

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Essa semana, estudamos um pouco sobre Joabe. Na verdade, estudamos um pouco sobre seus comportamentos inadequados.

Algo importante que precisamos refletir sobre os comportamentos de Joabe é sua insistência em justificar seus erros. Praticamente todos os dias dessa semana nos deparamos com Joabe pecando e racionalizando seus motivos para justificar seus pecados.

O que podemos aprender com isso?? Será que esse costume é exclusivo de Joabe? Será que não fazemos o mesmo diariamente???

Para pecados, não há disculpa, há arrependimento, e precisamos aprender isso o quanto antes!!

Devemos não só nos apoderar da verdade, mas permitir que ela se apodere de nós; e assim a verdade estará em nós, e nós, na verdade. Se for esse o caso, nossa vida e nosso caráter revelarão o fato de que a verdade está operando algo por nós; que nos está santificando e dando a aptidão moral para a companhia dos anjos celestiais no reino de glória. A verdade que defendemos provém do Céu; e quando essa religião tem abrigo no coração, começa sua obra de refinar e depurar; pois a religião de Jesus Cristo nunca torna um homem áspero nem rude; nunca o torna descuidado nem desumano; mas a verdade de origem celestial, que vem de Deus, eleva e santifica o cristão; torna-o cortês, bondoso, afetuoso e puro; tira seu coração duro, seu egoísmo e amor ao mundo, e o purifica do orgulho e da ambição pecaminosa” (Ellen G. White, Signs of the Times, v. 1, p. 66).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.