Recreação Cristã – Parte 1

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Sábado, quando acabou a Escola Sabatina, meu esposo e eu ficamos junto a alguns amigos conversando sobre o assunto da lição no salão dos jovens. Quando percebemos, já estava começando a liturgia do culto na nave da Igreja, e precisávamos subir. Como a conversa estava boa, marcamos de continuá-la lá em casa, à noite!

À tarde, fomos para o J.A., e quando acabou o culto jovem, combinamos de nos encontrar às 20h em nossa casa. Providenciamos um lanche rápido! Uma das meninas levou pão e polpa de fruta. Fiz um molho de PVT e suco. Algumas outras coisas já tínhamos em casa, como castanhas, amêndoas, biscoito salgado, patê de soja, geléia de jabuticaba, e soja torrada sabor pizza. Arrumamos a mesa e sentamos para comer e conversar.

Foi uma experiência muito boa! Passamos algumas horas falando sobre diversos assuntos relacionados à bíblia, e ao nosso dia-a-dia. Rimos, falamos sério, e nem vimos a hora passar. Enquanto estávamos conversando, lembrei-me de alguns textos que li uma vez no Espírito de Profecia, que falava sobre a recreação e o divertimento cristãos. Fiquei feliz porque agora ele fazia sentido para mim!

“Toda diversão em que vos puderdes empenhar pedindo sobre ela, com fé, a bênção de Deus, não será perigosa. Mas todo divertimento que vos torna inaptos para a oração particular, para a devoção no altar da oração, ou para tomar parte nas reuniões de oração, não é seguro, mas perigoso. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 337.”

Será que nossos divertimentos e nossas recreações podem iniciar e terminar com uma oração? Tem sido constrangedor para nó orarmos antes e depois de uma hora social entre irmãos da igreja? 

“Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus.” I Coríntios 10:31

4 Comentários


  1. Esse é um tema interessante para ser discutido. Tenho observado dois extremos. Em alguns casos a recreação não faz parte da vida dos cristãos,enquanto que para outros recreação é sinônimo de visitas ao cinema, teatro, concertos, jogos de cartas, danças e conversas frívolas.
    Existe uma tendência das pessoas quererem ser “modernas”, e para isso abrem mão de muitos príncipios e valores para estar na moda e fazer parte do grupinho dos “populares”.

    Compartilho com vocês dois textos de Ellen White sobre o tema:

    “Existe diferença entre recreação e divertimento. Recreação, quando fiel a seu nome – recriação – tende a fortalecer e erguer… A diversão, por outro lado, é procurada como fonte de prazer, e muitas vezes é levada ao excesso; absorve as energias que seriam necessárias ao trabalho útil, e assim representa um obstáculo ao verdadeiro sucesso na vida.” (Educação, p. 207)

    “É privilégio e dever dos cristãos procurar refrigerar o espírito e revigorar o corpo mediante inocente recreação, com o intuito de empregar as energias físicas e mentais para glória de Deus.” (Mensagens aos Jovens, p. 364)


  2. Boa tarde!
    Tenho acompanhado este blog nos últimos dias, aliás, já o adicionei ao meu, encontrei muitas materias que estão ajudando a fortalecer minha fé, temos passado por tempos dificeis, andamos na contra-mão do mundo, tenho uma filha com 17 e outra com 12 anos, não é fácil educar nossos filhos no caminho do Senhor e ver que outras familias que também professam a mesma fé não o fazem!
    Quanta coisa ainda teremos que passar!
    Tenho buscado amizades no meu blog e conto com a sua!
    Um grande abraço e que o Senhor te abençoe!


  3. Kellyane!!! Ótima observação!

    Iremos discutir um pouco mais sobre isso em outros posts. É tão fácil variar entre extremos, não é?

    Aí alguns adventistas acabam passando uma imagens de tristeza e chatisse por não se envolverem em atividades recreativas, e outros acabam abrindo espaço para o inimigo trabalhar em suas vidas pois não censuram seu acesso aos mais diversos tipos de diversão.

    Ótimos textos!! Precisamos pensar mais sobre isso!


  4. Olá Gil!!!

    Fico muito feliz em saber que alguns de nossos artigos têm sido úteis para você!!!
    Sem dúvida, educar jovens e adolescentes hoje em dia não é uma das tarefas mais fáceis. Ser jovem e adolescente adventista em pleno ano 2010 também não é tão fácila assim, mas conhecemos alguém que pode nos ajudar a vencer cada dificuldade de nossas vidas, porque o que é impossível para nós não o é para Ele!

    Parabéns pelo Blog! Acabei de visitá-lo e está ótimo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.