Natal – Um Dia Especial!

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

presepioNo final de Outubro e início de Novembro, somos lembrados a todo tempo que o dia do Natal está chegando. Quase todos os lugares a que vamos estão enfeitados, as lojas estão fazendo promoções para atrair clientes, as músicas que são tocadas nos Shopping Centers nos remetem a essa data festiva. As cidades ficam iluminadas, as praças recebem centenas de enfeites e as igrejas abrem suas portas para os coros de Natal. Que clima agradável!

Eu, particularmente, gosto muito do Natal! Gosto das músicas que preparam nosso espírito para esse momento de paz, em que lembramos e comemoramos o nascimento do nosso Salvador!

De fato, o Natal é um dia diferente, especial! Apesar de não ser a data exata do nascimento de Cristo, é um momento é que o mundo, quase que inteiro, volta os olhos (ainda que de forma superficial) para o bebê da humilde manjedoura.

Devido aos interesses comerciais, e até mesmo ao interesse de Satanás em tirar o foco de Cristo Jesus, e levar o homem a mais uma vez focar seus desejos egoístas, o Natal que comemoramos é bastante deturpado. Há uma Árvore de Natal, o Papai Noel e suas renas, os presentes… coisas que não nos remetem ao grande acontecimento que deveria ser comemorado. Com isso, como cristãos, à vezes somos levados a questionar a comemoração de Natal.

Contudo, apesar de toda a deturpação, esse é um dia especial. Se tivermos o verdadeiro foco em nossas comemorações, esse pode ser também um dia “mágico”, em que nosso ser seja transportado a uma atmosfera de paz e esperança! O dia em que Jesus nasceu, foi um dia de alegria e regozijo: “E, vendo eles a estrela, regozijaram-se muito com grande alegria.” Mateus 2:10
“E, no mesmo instante, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus, e dizendo: Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens.” Lucas 2:13 e 14

“Sendo que o dia 25 de dezembro é observado em comemoração do nascimento de Cristo, e sendo que as crianças têm sido instruídas por preceito e exemplo que este foi indubitavelmente um dia de alegria e regozijo, será difícil passar por alto este período sem lhe dar alguma atenção. Ele pode ser utilizado para um bom propósito.
A juventude deve ser tratada com muito cuidado. Não devem ser deixados no Natal a buscar seus próprios divertimentos em prazeres vãos, em diversões que lhes rebaixarão a espiritualidade. Os pais podem controlar esta questão voltando a mente e as ofertas dos filhos para Deus e Sua causa e a salvação de almas. 
O desejo de divertimentos, em vez de ser contido e arbitrariamente sufocado, deve ser controlado e dirigido mediante paciente esforço da parte dos pais. Seu desejo de dar presentes deve ser levado através de puros e santos canais e feitos resultar em bênção ao nosso próximo graças à manutenção do tesouro na grande e ampla obra para a qual Cristo veio ao mundo. Abnegação e espírito de sacrifício assinalaram Sua conduta. Seja isto também o que assinale os que professam amar a Jesus, porque nEle está centralizada nossa esperança de vida eterna. Review and Herald, 9 de dezembro de 1884.”
O Lar Adventista, p. 478

Façamos do Natal um dia de encontro especial com Jesus!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.